sexta-feira, 25 de novembro de 2011

História da Fanfarra os Cardeais

Foi no ano de 1974, após o desfile de 07 de setembro, na sala dos Professores que começou toda a nossa história. Presentes na sala a maioria dos professores, o professor de Educação Física, José Fernando Sens, e também a diretora Terezinha Frainer. Fazíamos uma avaliação do desfile daquele ano, e a diretora Terezinha Frainer falava da necessidade de termos uma Fanfarra maior e melhor, pois a que tínhamos era pequena e que a mesma precisava de mais brilho, mais entusiasmo. Em data recente, na época, o Colégio Normal Roberto Moritz havia saído do prédio do Mont´Alverne para ocupar o seu novo prédio. Com essa divisão, o material existente foi dividido, inclusive os instrumentos de fanfarra. Desta forma, a Fanfarra do Mont´Alverne ficou com mais ou menos dezesseis instrumentos, era muito pouco para o desfile com o número de alunos da época. É bom frisar que naqueles anos, todos eram obrigados e sentiam-se orgulhoso de desfilar.O professor de Educação Física, lembrou à Diretora que em seu último ano de faculdade, presenciou o desfile, em Joinville, de uma Banda Marcial de Bento Gonçalves, vencedora de um concurso brasileiro de Bandas e Fanfarras, e que havia se empolgado com a apresentação.
Era o sinal que precisávamos. A diretora Terezinha Frainer encampou a idéia e começamos a fazer as estratégias para fazermos uma fanfarra que pudesse representar bem a escola, não só nas apresentações de 7 de setembro, mas em qualquer evento. Começamos a formar uma pequena comissão com a finalidade de angariar fundos para comprar novos instrumentos através de rifas e promoções. Pedimos, inicialmente, a colaboração da empresária Anita Alves Coelho, já falecida, que trabalhava com confecção e tinha duas filhas na escola, para “bolarmos” um uniforme. Pensávamos “alto”, por isso a diretora deu todo o apoio para que realmente conseguíssemos fazer algo que deixassem cheios de orgulho, não só os alunos e corpo docente, mas toda a população de Ituporanga. E assim foi feito. Foi criado o primeiro uniforme que praticamente, salvo pequenas modificações, continua o mesmo até hoje.
Foi um trabalho árduo, com o empenho da Direção da Escola, da Secretária Maria Hilda Sens, de todos os professores, dos alunos e dos próprios pais. Enfim, foi um envolvimento no qual a escola como um todo se empenhou.
Enfim, chegou o grande dia da estréia. 7 de setembro de 1975.
A expectativa era imensa, porque também havia certa “competição”, no bom sentido, entre as escolas. Mas, o que se falava na cidade era da Fanfarra da Escola Básica Mont´Alverne. Sim, da “Fanfarra do Mont´Alverne”, pois até o momento da estréia, a mesma assim era conhecida.
Foi um sucesso. Os aplausos eram unânimes... O corpo docente da escola vibrava, pois seus esforços foram recompensados. Foi aí que nasceu o nome “Os Cardeais”. Como?Na época, era vigário da Igreja Católica Frei Jerônimo Bach, que presenciava o desfile em frente a Igreja Matriz, pois o mesmo era encerrado lá. Quando a fanfarra fez suas evoluções em frente à igreja, Frei Jerônimo comentou com Maria Hilda: “Parece um bando de cardeais, devido às cartolas vermelhas com um penacho branco”. Foi este comentário de Frei Jerônimo, que deu origem ao nome de Fanfarra “Os Cardeais” da Escola Básica Mont´Alverne. O uniforme que era composto inicialmente de sapatilhas e depois de botas vermelhas, de calças ou de saias brancas, de jaquetas vermelhas e de cartolas vermelhas com penacho branco, levou Frei Jerônimo a dizer que parecia um bando de cardeais. Ao contrário do que muita gente pensa até hoje, o nome se baseia no pássaro cardeal e não em Cardeais da Igreja.



A partir daí, a Fanfarra foi crescendo ano a ano, com a compra de novos instrumentos, tanto de percurssão, como musicais. Foi neste momento que a Escola contou com a colaboração decisiva da Professora Lúcia Mafalda Alberton, de saudosa memória, que colaborou ensinando aos alunos a tocarem escaletas e liras.


Foram muitas e muitas apresentações, principalmente na década de setenta, quando foi criado em Santa Catarina o EMOBRESC que era um movimento cultural do antigo MOBRAL, no qual todos os anos era feito uma competição cultural entre municípios catarinenses, cujo responsável, em Ituporanga, fora o Professor Nilvo Lutz, que em todas as apresentações convidava nossa Fanfarra para concorrer e diga-se de passagem, sem falta de modéstia, em quase todas as apresentações, os Cardeais eram premiados em primeiro lugar.
Até adquirir sua aposentadoria, a Fanfarra “Os Cardeais” foi organizada e treinada pelo Professor José Fernando Sens.

Principalmente, na década de setenta e oitenta, a fanfarra era convidada para fazer apresentações em muitas cidades de Santa Catarina.


Com o passar dos tempos, a fanfarra chegou a ser composta por 120 alunos.
Mesmo já com mais de 30 anos, a Fanfarra “Os Cardeais” continua sendo o orgulho da Escola e de Ituporanga.

Foi uma semente plantada solidamente, tanto assim que os organizadores e fundadores já não estão mais na Escola, pois se aposentaram, outros infelizmente já faleceram e ela continua sendo o orgulho de muitos alunos e professores que estão ou já passaram pelos bancos escolares da EEF Mont´Alverne.


CURIOSODADE


Já em 1945 foi organizada uma campanha de arrecadação de garrafas pelos alunos do Grupo Escolar Santo Antônio, com o intuito de adquirir tambores e outros instrumentos para fanfarra da escola.


Nos dias atuais a Fanfarra os Cardeais continua encantando e fazendo grande sucesso nos desfiles de 7 de Setembro em Ituporanga.Veja mais fotos da históricas da fanfarra clicando nos links ANTIGAS
Mais fotos atuais

1 comentários:

Olá! Bom dia!

Prestigiei com minha família o desfile de comemoração dos 100 anos de colonização de Ituporanga, e fiz um breve vídeo da Fanfarra "Os Cardeais". Se tiverem interesse em assistir ou divulgar, o endereço é http://youtu.be/tEDQtO3972U

Um abraço,
Adriana Schutz

Postar um comentário

Deixe seu comentário para a escola.